Processo de Solda MIG/MAG

O sistema MAG, utilizado no processo de solda MIG MAG, significa Metal Active Gás e utiliza como gás de proteção o dióxido de carbono, conhecido por co2 ou outras misturas.

Neste processo de solda MIG MAG o calor necessário para soldagem é obtido através de um arco elétrico estabelecido entre o metal base e o arame solido ou tubular alimentado por uma fonte de corrente contínua.

O arame, o arco elétrico e a poça de fusão são protegidos da contaminação atmosférica por uma proteção gasosa.

Neste processo de solda MIG MAG utiliza-se o mesmo equipamento para soldagem dos vários metais, e diferentes arames de deposição. As características do processo MIG MAG são definidas pelos tipos de transferências metálicas que por sua vez são determinadas por diversos fatores: amperagem, voltagem, diâmetro do arame, comprimento do arco, gás de proteção e pelos equipamentos utilizados.

A atual geração destes equipamentos é programável, intercalando controle no arco elétrico com a possibilidade de pulsação e programas sinérgicos pré-selecionados.

O modo de transferência do metal de adição é influenciado pelos seguintes fatores:

  • Corrente de soldagem

  • Diâmetro do arame

  • Comprimento do arco (tensão)

  • Características da fonte

  • Gás de proteção

  • Modos de transferência GMAW:

  • Curto-circuito (short)

  • Globular

  • Spray

  • Pulsada (pulse arc)

Transferência por Curto Circuito

Devido ao baixo aporte de calor a transferência por curto circuito é indicada para a união de chapas finas e soldagens fora da posição plana, nestes casos a transferência do metal ocorre quando o arame entra em contato com a poça de fusão, provocando um aumento imediato da corrente, consequentemente o destacamento da gota. Este tipo de transferência ocorre abaixo de 200 amperes e depende do gás de proteção utilizado e da tecnologia da fonte.

Transferência globular

O diâmetro das gotas aumenta sendo igual ou maior que o diâmetro do arame. Esse tipo de transferência ocorre na zona de transição quando os níveis da amperagem e voltagem encontram-se entre o ponto de curto circuito e spray, ocasionando um alto nível de instabilidade não utilizado na maioria das aplicações. A fase globular aparece nas faixas de corrente entre 200 e 250 amperes.

Transferência por spray

Ocorre em níveis elevados de amperagem sendo utilizada normalmente na posição plana e horizontal para espessuras superiores a 5mm, nesse modo a transferência do metal através do arco é feito na forma de micro gotas metálicas. Com os equipamentos pulsados e inversores sinérgicos consegue-se anular ou diminuir os respingos e atingir a fase de spray com níveis baixos de correntes proporcionando uma transferência estabilizada na soldagem do alumínio e ligas especiais

ARCO PULSADO

No sistema arco pulsado – a fonte fornece dois níveis de amperagem. O primeiro sem a intensidade suficiente para produzir transferências, mas capaz de manter o arco estabilizado, e o segundo de nível elevado, que ocasiona a fusão do arame eletrodo conduzindo as gotas através do arco.

O pico pulsado ocorre em intervalos de tempos regulares e normalmente transfere uma gota a cada pulso, garantido a ótima estabilidade na formação no cordão de solda.

Nesse processo o sistema é semiautomático com a maioria das variáveis pré-determinadas. Dependem da habilidade do soldador, a velocidade de soldagem, a distância do bico de contato até a peça, e o ângulo da tocha em relação à junta, variáveis que influencia na qualidade e no acabamento e do cordão de solda. O processo MIG MAG foi desenvolvido para oferecer alta velocidade de deposição em diversos setores industriais.

MONTAGEM DE UM PROCESSO MIG MAG

O conjunto básico utilizado na soldagem MIG MAG é composto por:

  • Fonte de energia

  • Unidade de alimentação de arame (em alguns equipamentos vem incorporado na fonte de energia)

  • Tocha

  • Gás de proteção

  • Regulador de gás

GASES DE PROTEÇÃO UTILIZADOS NO PROCESSO MIG MAG

Os gases de proteção são empregados para proteger o arco elétrico, a transferência do metal e a poça de fusão da contaminação atmosférica, os gases de proteção também influenciam o tipo de transferência, a incidência de respingos, a quantidades de fumos, a queima dos elementos de liga, a velocidade da soldagem, as propriedades mecânicas, os custos de produção e geometria do cordão.

PARA AÇOS CARBONO / AÇOS BAIXA LIGA

Gás Argônio:

  • + 15%co2 + 2-6%o2

  • + 25-50% co2

  • + 15-20% co2

  • + 4-8% co2

AÇOS INOXIDÁVEIS

Gás Argônio:

  • + 10-30% + 1-2%co2

  • + 1-2% o2

  • + 2-4% co2

  • + 1-7% h2

VANTAGENS DO PROCESSO MIG MAG

As principais vantagens do processo MIG MAG são:

  • O alto rendimento proporcionado pela alta velocidade de fusão do arame.

  • Operação continua com pequenos intervalos de interrupção.

  • Taxa de deposição superior se comparada ao processo convencional de soldagem com eletrodos revestidos.

  • Redução de mão de obra.

  • Aproveitamento quase total do arame eletrodo resultando em baixo custo final.

  • Solda em todas as posições e numa ampla faixa de espessuras.

  • Permite automatização do processo.

LIMITAÇÕES DO PROCESSO MIG MAG

  • O equipamento de soldagem é mais complexo, mais caro e menos portátil que o processo SMAW (Curso Solda com Eletrodo Revestido).

  • O arco elétrico deve estar protegido de correntes de ar que possam dispersar o gás de proteção.

  • O processo MIG-MAG apresenta maior dificuldade de utilização em locais de difícil acesso porque a pistola de soldagem deve estar próxima à junta a ser soldada para assegurar a correta proteção gasosa.

CONSUMÍVEIS DA TOCHA MIG MAG

  • Difusor de gás

  • Porta Bico

  • Bico

  • Bocal

  • Guia Espiral

  • Arame de solda

RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS

  • Para facilitar as técnicas de operação, o local deve ser arejado, evitando a inalação dos gases tóxicos exalados pela solda.

  • O material a ser soldado deve ser limpo, para evitar exalação de gases tóxicos por sujeira aderida no metal.

  • O equipamento, bem como todos os controladores e as peças de trabalho devem ser aterradas.

  • O cabo deve ser dimensionado corretamente para evitar sobrecarga.

  • As conexões elétricas devem estar secas, limpas e apertadas para evitar aquecimento das mesmas.

  • Cabos e conexões devem estar em boas condições para evitar curtos-circuitos.

  • Para regular o equipamento a energia deve estar desligada e o operador usando luvas de isolamento para evitar choque elétrico.

  • O operador deve usar os EPIs recomendados para soldagem.

EPIS RECOMENDADOS NO PROCESSO DE SOLDAGEM MIG MAG

  • Bota com solado isolante

  • Perneiras

  • Avental de raspa

  • Mangote

  • Luvas de raspas

  • Mascara de proteção automática

  • Mascara de proteção

  • Touca

  • Protetor auricular

ACESSÓRIOS QUE FACILITAM O PROCESSO DE SOLDAGEM MIG E MANUSEIO DA TOCHA

  • Limpador de Bocal

  • Limpador de Bicos

  • Anti respingo spray

  • Anti respingo pasta


Fonte: https://alusolda.com.br/processo-de-solda-mig-mag/?utm_campaign=alx_soldadores_etc_-_processo_de_solda_mig_mag&utm_medium=email&utm_source=RD+Station


Fonte - Imagem: https://www.cvsmecanica.com.br/empresas-soldas-especiais.html


22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo